Piso 1 e 2

entrada: Condições Gerais

As Cores da Vanguarda

Arte na Roménia 1910-1950

2009-03-27
2009-06-21
Curadoria: Erwin Kessler

Desenvolvida pelo Instituto Cultural Romeno de Bucareste e apoiada pela sua delegação em Lisboa, a exposição As Cores da Vanguarda – Arte na Roménia 1910-1950 permite apresentar pela primeira vez um conjunto fundamental do desenvolvimento das vanguardas da pintura romena entre 1919 e 1950. Integram esta exposição 65 obras das mais significativas da história da arte romena provenientes de 10 museus nacionais, criteriosamente seleccionadas pelo curador da exposição Erwin Kessler.

A cultura romena é pouco conhecida do público português, ainda que de modo disperso alguns nomes sejam familiares. Conhecemo-los muitas vezes pela divulgação das suas obras em países mais próximos e esquecemos injustamente a sua origem. Desde Tristan Tzara criador do dadaísmo de Zurique e de Paris, a Mircea Eliade, que entre nós viveu; da amizade e mútua admiração de Amadeo de Souza-Cardoso e de Brancusi, à admiração dos surrealistas portugueses por Victor Brauner são estes apenas alguns exemplos dessas trocas e pequenos encontros, ecos e persistentes memórias entre dois países meridionais, em extremos quase opostos da Europa.

A exposição que agora o Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado se orgulha de apresentar, inteiramente produzida pelo Instituto Cultural Romeno de Bucareste e apoiada pela sua delegação em Lisboa, permite apresentar pela primeira vez um conjunto fundamental do desenvolvimento das vanguardas da pintura romena entre 1910 e 1950. Dá-se assim continuidade e aprofundamento ao estreitamento do conhecimento da arte romena no nosso país e abrem-se outros horizontes numa Europa comum fora das centralidades dominantes através de questões e problemáticas, que por vezes se aproximam das que a nossa história conheceu. Integram esta exposição 67 obras das mais significativas da história de arte romena provenientes de 10 museus nacionais e que foram criteriosamente seleccionadas pelo curador da exposição Erwin Kessler.

Curador:
Erwin Kessler

Em Exibição

CAIS Urbana

Curadoria: Mistaker Maker
Exposição comemorativa dos 25 anos da Associação CAIS
Exposição temporária

Inês Norton.

Please [do not] touch

2019-06-28
2019-10-27
Curadoria: Adelaide Ginga e Emília Ferreira
Esta exposição de Inês Norton sublinha a necessidade de recuperar a plena consciência do corpo, sob pena de perdermos o essencial do que é ser humano
Exposição individual

Henrique Vieira Ribeiro. O Arquivista. Projeto CT1LN: parte II

2019-06-19
2019-09-15
Curadoria: Adelaide Ginga
Exposição interactiva que consiste na Parte II do Projecto CT1LN, um projecto artístico que teve por mote o espólio de um rádio amador. A segunda parte, que aqui se apresenta, deixa ao público a exploração do tema
Exposição individual

Rui Macedo. (In)dispensável ou a pintura que inquieta a colecção do museu

2019-05-14
2019-09-29
Curadoria: Emília Ferreira
Recordando-nos que um artista é um caçador-recolector, um respigador de sentidos, de formas, problemas e propostas, esta exposição relembra-nos que um museu é um local de constante e inquietante descoberta.
Exposição temporária

A incontornável tangibilidade do livro ou o ANTI-LIVRO

2019-03-22
2019-08-04
Curadoria: Luis Alegre e Adelaide Ginga
Materialmente estimulante, imaterialmente ilimitado, o Livro é talvez, o objeto dos objetos
Exposição Coletiva

ARTE PORTUGUESA. RAZÕES E EMOÇÕES

2018-04-20
2019-10-27
Curadoria: Maria de Aires Silveira, Emília Tavares, Emília Ferreira
A presente exposição da coleção abrange grande parte do seu arco temporal, desde meados do século XIX até à década de 80 do século XX ocupando a totalidade das galerias da Ala da rua Serpa Pinto
Exposição da coleção