MNAC - Rua Capelo

entrada: Condições Gerais

José Pedro Cortes. Um realismo necessário

2018-06-28
2018-10-28
Curadoria: Nuno Crespo
Em Um Realismo Necessário, José Pedro Cortes renova a sua forma de olhar para a matéria e a superfície do nosso tempo a partir de um conjunto de fotografias, feitas entre 2005 e 2018, que revelam o seu interesse na representação do corpo humano.
Fazer retratos e olhar para o outro sempre foi uma forma de José Pedro Cortes pensar a realidade que nos rodeia. Como criador de imagens, aceita a complexidade deste tempo, a sua fabricação e os seus impulsos, a sua vulnerabilidade e beleza, que não permite leituras dogmáticas. Em contraste
com o realismo neoliberal, as suas imagens afirmam a necessidade de não nos deixarmos subordinar à visão pragmática da vida, porque a realidade não é mecânica, linear ou numérica, mas um desafio que diariamente exige atenção e reflexão. Nestas salas, percorremos homens e mulheres que nos olham, outros que sensualmente se acariciam na cama ou observamos um grupo de amigos que languidamente descansa num relvado, numa tarde de verão. Não há geografias ou tempos, e, enquanto, espectadores das fotografias de José Pedro Cortes, somos voluntariamente convidados a fazer movimentos rápidos, lentos, intensos, que vão do interior para o exterior, percorrem os centros e as margens e que tentam encontrar a vida, mas também o esqueleto e a ruína que o tempo deixa na sua passagem.

Conjuntamente com a exposição é publicado A Necessary Realism de José Pedro Cortes (ed. MNAC / Pierre von Kleist editions). O livro contém 148 imagens, assim como uma conversa de José Pedro Cortes com Nuno Crespo e textos de Emília Ferreira (Diretora do MNAC), Shoair Mavlian (Directora de Photoworks UK), David Santos (curador e historiador de Arte), Julião Sarmento (artista plástico) e Nuno Crespo (investigador e crítico de arte), e um poema inédito intitulado Música para as fotografias de José Pedro Cortes por José Tolentino de Mendonça (poeta e teólogo).

Atividades

    2018-06-27
    2018-10-28

    19h00
    JOSÉ PEDRO CORTES. UM REALISMO NECESSÁRIO
    2018-10-17 18h30
    Conversa entre o artista e Susana Ventura
    2018-10-25 18h30
    Visita Guiada pelo artista
Ver todas as atividades 3

Em Exibição

Sarah Affonso. Os dias das pequenas coisas

2019-09-13
2020-03-22
Curadoria: Maria de Aires Silveira e Emília Ferreira
A exposição dedicada a Sarah Affonso (Lisboa, 1899 – 1983) é uma de duas que, neste ano em que se celebram os 120 anos do nascimento da artista modernista, recordam a sua vida e obra
Exposição temporária

CAIS Urbana

Curadoria: Mistaker Maker
Exposição comemorativa dos 25 anos da Associação CAIS
Exposição temporária

Inês Norton.

Please [do not] touch

2019-06-28
2019-10-27
Curadoria: Adelaide Ginga e Emília Ferreira
Esta exposição de Inês Norton sublinha a necessidade de recuperar a plena consciência do corpo, sob pena de perdermos o essencial do que é ser humano
Exposição individual

Henrique Vieira Ribeiro. O Arquivista. Projeto CT1LN: parte II

2019-06-19
2019-10-13
Curadoria: Adelaide Ginga
O projeto CT1LN de Henrique Vieira Ribeiro tem vindo a ser desenvolvido desde 2014 e consiste na interpretação artística de um espólio acumulado ao longo de quatro décadas por um radioamador, o personagem Paulo V.
Exposição individual

Rui Macedo. (In)dispensável ou a pintura que inquieta a colecção do museu

2019-05-14
2019-09-29
Curadoria: Emília Ferreira
Recordando-nos que um artista é um caçador-recolector, um respigador de sentidos, de formas, problemas e propostas, esta exposição relembra-nos que um museu é um local de constante e inquietante descoberta.
Exposição temporária

ARTE PORTUGUESA. RAZÕES E EMOÇÕES

2018-04-20
2019-09-29
Curadoria: Maria de Aires Silveira, Emília Tavares, Emília Ferreira
A presente exposição da coleção abrange grande parte do seu arco temporal, desde meados do século XIX até à década de 80 do século XX ocupando a totalidade das galerias da Ala da rua Serpa Pinto
Exposição da coleção